logo

17/04/2019

Embora o Brasil tenha feito esforços desde a década de 80 para melhorar a segurança hospitalar, ainda é necessário aperfeiçoar os controles. Os casos infecciosos mais comuns são de septicemia, pneumonia e infecção do trato urinário, que geralmente estiveram associados ao uso de dispositivos invasivos como cateter vascular central, ventilação mecânica e sondas vesicais.

Veja em nosso blog como medidas de prevenção contribuem para um ambiente hospitalar mais seguro.

Voltar